Google Translator para Plantas?

Curiosidade

A startup californiana InnerPlant, ao alterar o DNA das sementes de tomates, desenvolveu uma espécie de Google Translator. Desde 2018, os fundadores da startup, Shey Aronov e Rod Kumimoto, decidiram transformar as plantas em sensores vivos. Capaz de avisar o agricultor sobre suas necessidades.

Com isso a produção se torna mais resistente, sustentável e rentável. Quando estão sob ameaça, as plantas liberam substancias químicas que viajam pelo ar até chagar nas vizinhas avisando do perigo e conseguem se proteger.

A agtech descobriu uma maneira de manipular o DNA das plantas, de modo que sinais químicos emitidos em momentos de perigo, ficam fluorecentes. Quando amplificam a comunicação vegetal, os agricultores podem detectar as necessidades e intervir em problemas. As ações rápidas e assertivas evitam perdas e prejuízo.

Os sinais do “Google Translator” das plantas, podem ser captados por drones, tratores e satélites. Segundo a startup, algumas sementes já cobrem um campo do tamanho médio. O primeiro produto lançado por eles foi o InnerTomato, em 2020. Atualmente estão trabalhado em sementes de soja e algodão mais inteligentes.

Shely Aronov, CEO e fundadora da InnerPlant

Em entrevista a MeaningFul Business Shely explica:

“Nos campos convencionais, quando os sintomas externos se tornam visíveis para o agricultor, normalmente, é tarde demais para evitar a perda de rendimento da plantação”.

O uso exagerado de produtos químicos causa danos ao solo e ao meio ambiente, além de aumentar os custo dos insumos.”

“Ironicamente, com a ampla utilização desses químicos, tornou os patógenos ainda mais resistentes.”

Diz Shely.

Com todos esses problemas que agricultura vem enfrentando, parar e ouvir as plantas é uma ótima ideia.

Fonte/Créditos: Neo Feed

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *