Mercados 2024 serão Afetados pelas Eleições Mundiais

Business

Segundo a Reuters, as eleições críticas ao redor do mundo que podem impactar os mercados em 2024

A empresa de serviços financeiros Morningstar emitiu um alerta sobre uma iminente “bomba-relógio nas urnas”, destacando eleições cruciais em países responsáveis por mais de 60% da produção econômica mundial.

Você também pode gostar: Comissão Reguladora de Hong Kong Adverte sobre Atividades Suspeitas e Anuncia Abertura para ETFs de Ativos Virtuais

Estas eleições, que representam mais da metade da população global, podem trazer mudanças significativas e afetar os mercados financeiros. Aqui estão algumas eleições notáveis em ordem cronológica aproximada para o próximo ano:

1. Taiwan – 13 de janeiro:

  • Contexto: Disputa entre Partido Progressista Democrático (DPP) e Kuomintang (KMT). Tensões EUA-China estão em jogo.
  • Riscos de mercado: Uma possível invasão chinesa de Taiwan poderia impactar globalmente os mercados.

2. Holanda, Áustria, Portugal – Novembro:

  • Contexto: Crescimento da extrema direita eurocética, especialmente na Holanda. Eleições também destacadas na Áustria e Portugal.
  • Riscos de mercado: Fortalecimento de partidos eurocéticos pode afetar negativamente ações e títulos europeus.

3. Rússia – 17 de março:

  • Contexto: Vladimir Putin busca mais seis anos no poder, com potencial influência nas tensões na Ucrânia.
  • Riscos de mercado: Postura de Putin em relação à Ucrânia pode impactar as relações globais e as sanções, afetando os mercados.

4. Índia – Abril-Maio:

  • Contexto: Narendra Modi busca terceiro mandato. A Índia pode atrair investidores em meio a desafios globais.
  • Riscos de mercado: Inflação persistente e necessidade de coalizão podem impactar políticas e mercados indianos.

5. México – 2 de junho:

  • Contexto: Eleições presidenciais com potencial mudança no Congresso.
  • Riscos de mercado: Gastos públicos elevados podem pressionar o peso mexicano e afetar títulos do governo.

6. África do Sul – Maio-Agosto de 2024:

  • Contexto: ANC enfrenta risco de perder maioria parlamentar pela primeira vez desde 1994.
  • Riscos de mercado: Medidas pré-eleitorais e coalizões à esquerda podem afetar finanças públicas.

7. Eleições dos EUA – 8 de novembro:

  • Contexto: Possível confronto Trump-Biden, com potencial impacto nas relações comerciais EUA-China.
  • Riscos de mercado: Incerteza eleitoral pode afetar sentimentos do consumidor e relações comerciais globais.

8. Reino Unido – Até janeiro de 2025 (previsto):

  • Contexto: Partido Trabalhista lidera pesquisas. Cenário econômico estagnado e orçamento fiscal apertado.
  • Riscos de mercado: Alterações em gastos públicos e regras de planejamento podem afetar mercados no Reino Unido.

9. Venezuela – 2024 (a confirmar):

  • Contexto: Maduro com vantagem nas eleições presidenciais. Possibilidade de reinstalação de sanções.
  • Riscos de mercado: Sanções podem abalar mercados venezuelanos, que se recuperaram após a suspensão de restrições.

Essas eleições representam eventos cruciais que moldarão as políticas econômicas, as relações internacionais e, consequentemente, os mercados financeiros globais em 2024.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *