Meta Reforça Restrições de Conteúdo Sensível para Proteger Adolescentes no Instagram e Facebook

Meta Reforça Restrições para Adolescentes no Instagram e Facebook

Mídia Digitais

Segunda uma matéria do The Guardian, o Meta anunciou na terça-feira medidas adicionais para ocultar conteúdo sensível de adolescentes no Instagram e no Facebook, em resposta à crescente pressão global dos reguladores para proteger os jovens de materiais prejudiciais em suas plataformas.

Conteúdo Sensível Restrito:

A nova iniciativa tornará mais desafiador para os adolescentes se depararem com conteúdo sensível, como suicídio, automutilação e distúrbios alimentares, ao usar recursos como pesquisa e exploração no Instagram, conforme declarado pela Meta. Todas as contas de adolescentes serão automaticamente submetidas às configurações de controle de conteúdo mais restritivas, e termos de pesquisa adicionais serão limitados no Instagram.

Proteções Focadas na Idade:

A Meta enfatizou o compromisso de oferecer experiências seguras e apropriadas à idade dos adolescentes em seus aplicativos. Mesmo que um adolescente siga uma conta que compartilha conteúdo sobre temas sensíveis, as postagens relacionadas serão removidas do feed do adolescente.

Implementação Futura:

As medidas anunciadas pela Meta estão previstas para serem implementadas nas próximas semanas, visando proporcionar uma experiência mais adequada à idade dos adolescentes nas plataformas Instagram e Facebook.

Mudança no Conteúdo Sensível:

A empresa citou exemplos específicos, como histórias sobre automutilação, destacando a importância de equilibrar a divulgação de questões significativas com a necessidade de considerar a adequação para diferentes faixas etárias. A Meta afirmou que começará a remover esse tipo de conteúdo das experiências dos adolescentes, priorizando a segurança e o bem-estar.

Pressão Regulatória em Curso:

A Meta enfrenta pressões regulatórias nos Estados Unidos e na Europa, com alegações de que seus aplicativos contribuem para a crise de saúde mental entre os jovens. Procuradores-gerais de 33 estados americanos processaram a empresa em outubro, enquanto a Comissão Europeia busca informações sobre as práticas de proteção infantil da Meta.

Desafios da Competição com o TikTok:

A competição acirrada com o TikTok pela preferência dos jovens usuários aumentou a importância para a Meta de manter ambientes seguros e positivos em suas plataformas. O foco renovado na proteção dos adolescentes pode ajudar a construir confiança e mitigar as preocupações em torno da influência negativa nas experiências online desses usuários.

Considerações Finais:

Este movimento reflete o comprometimento contínuo da Meta em abordar questões críticas de segurança e conteúdo em suas plataformas, enquanto busca equilibrar as demandas de uma base de usuários diversificada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *